11/10/2009

Jogos de sedução


Joga comigo um faz de conta,

Põe-lhe um quê de proibido
Mexe com a essência,
com a libido
E como fica excitante
Esse encontro escondido

Um simples toque de mão
Faz o coração bater forte
Faz explodir um vulcão
E já não há quem suporte

Mistura de medo e paixão
Um não que é um sim,
um nim, mas nunca um não
Um só hoje, nunca mais
Mas… arrependimento jamais

São jogos de sedução
Num explode coração
De palavras obscenas e entrecortadas
E desde logo perdoadas

Que temperam a vida
Que lhe dão sabor
E num faz de conta
Dão sentido ao amor

*****************
nn(in)metamorphosis
2009.06.22






Sem comentários:

Enviar um comentário