OUTRAS PUPAS

Outras pupas

05/08/2012

Cantigas ao desafio XII



(desta vez, fiz eu o desafio ao EuOsório)

Na minha cidade
Os poentes são de ouro
Por sobre o mar e o douro
De vinhedos sem idade

Há rabelos, gaivotas e maresia
Ruelas estreitinhas, lampiões
Pombas, coretos, pregões
Xailes cruzados no peito e nos olhos alegria

E ele, completou desta maneira linda

Nesta diversidade
São João é duradouro
E de qualquer miradouro
Se espreita a cidade

Há gente que trabalha, que porfia
Mendigos, arrumadores e ladrões
Cafés, bares, diversões,
Quem chega encontra sempre simpatia

Do "EuOsorio" veja este e outros AQUI -  http://pt.netlog.com/EuOSORIO/blog/blogid=2240970 

 *****
 2012-08-05
nn / EuOsório

Perfeição


Já alguma vez despiram a palavra certa?
A sua silhueta é de tal forma perfeita que nessa noite mais nenhuma palavra vos irá visitar. 


**************** 
        2012-08-04
nn(in)metamorphosis 


01/08/2012

Cantigas ao desafio XI



II - Canto do meio canto

Num recanto canto o canto
do encanto e desencanto
e no meio do meu canto...
o meu canto fica a meio!

Semeio um canto no meio.
Tomei-o por meio canto
e no meio canto o meio
( meio do canto ou do meio? )…

Com dois meios no meu canto
qual dos meios é que eu canto?
Canto o meio do meu canto
ou canto o canto do meio?

OC, 20.Julho.2012

Mais do autor aqui - http://pt.netlog.com/EuOSORIO/blog/blogid=2380722#blog

__________________________
Resposta ao repto do EuOsório

Canto do meio


Poeta cantor de rua
Que na cidade nasceu
Canta a cidade que é tua
Que eu canto o campo que é meu

Tu és afortunado,
Sabes ler e escrever
Rimas em canto o teu gozo
Eu canto o meu padecer

O teu canto diferente
É de luxo de salão
O meu é como a semente
Nasce em cima do chão

Cantas tu e canto eu
Cantamos o canto do meio
Tu da cidade o céu
Eu da terra o canteiro

        2012-08-01

nn(in)metamorphosis