NÃO!

NÃO!

06/08/2018

Suplícios




Fogo
fonte de vida e de morte
Pelo meio 
a existência de corpos
macilentos, extenuados
numa mente, que
mesmo em delírio
se pergunta
quanto mais tempo aguento?
quanto mais tempo aguenta
esta terra queimada
para desistir de nós
e nos deixar à nossa sorte
ou
ao que fizemos dela? 


*****
2018-08-06
n(in)metamorphosis






7 comentários:

  1. Estamos a destruir a nossa casa/terra vamos ter que sofrer as consequência...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E parece que, quem pode mudar as coisas, não toma consciência :(

      Boa tarde, grata pela visita

      Eliminar
  2. E tudo se repete. Tão triste....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não param, é só sofrimento e perda, que abala a todos no momento mas, depois ficam entregues a si mesmos. Uma lástima, uma tristeza mesmo.

      Eliminar
  3. É um luto... que se faz vermelho antes de se vestir de negro!
    Não há palavras amiga! :(

    ResponderEliminar
  4. Excelente reflexão, NN ! :((
    Dantesca e por isso triste, esta imagem fantástica !!!

    Infelizmente, um "fenómeno" a que nos vamos ter que ir habituando anualmente (?).
    Creio eu, que por mais que se faça, será impossível impedir que se repita, por aqui ou por ali ! ... :((

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temo, nunca habituar me. É maldade a mais, e estado a menos.

      Boa tarde, grata pela visita

      Eliminar

Os comentários são moderados - tão breve quanto possível, serão publicados. Grata pela compreensão.