25/07/2018

Con_fusão





O encontro dá-se
onde há vida
onde há luz
onde há amor

onde  já não procuras

Hoje
 con_fundia-me
 contigo

***** 
2018-07-25
nn(in)metamorphosis 


A partir de um post de: Teresa Borges do Canto

6 comentários:

  1. Minha querida Nonamamiga

    Quem será o abençoado com quem te con_funderias? Tinha de o ser, forçosamente para ser objecto de um poema de amor tão sentido - tão lindo. Raras vezes me comovo com Poetas e tu desta feita conseguiste-o pois con_fundiste-me om estas linhas deliciosas. Muito e muito obrigado pela dádiva.

    Muitos qjs deste teu amigo e admirador
    Henrique, o Leãozão

    Manda só o endereço de correio - chega...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Henrique, não precisa enviar nada. Já me sinto premiada, ao poder contribuir/participar, ainda que, de humilde forma.

      Beijinho em si e na esponja, ups, esposa.


      ahahahahh, acha que lhe peguei o jeito?

      Eliminar
  2. Gostei da co-fusão :)
    Um bom encontro luz-sombra.
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por nada. Foi um privilégio, poder segui-la, nesta confusão :-)

      Eliminar
  3. Quando há amor o encontro dá-se pois. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Não há vida sem (con)fusão!
    That's for sure...

    Beijinhos e suspiros
    (^^)

    ResponderEliminar

Os comentários são moderados - tão breve quanto possível, serão publicados. Grata pela compreensão.