28/01/2018

Olhando-me de fora para dentro




Não faço promessas, não sei se as poderei cumprir.
Fora isso, tento a cada dia não perder o que sempre me definiu:
- Não deixar nada por dizer
- Mover céus e terra, se quero alguma coisa
- Manter o sorriso e as lágrimas; o colo e o abraço mesmo nos dias não
- A acreditar, a dar a mão, a olhar nos olhos
- A saltar entre a miúda rebelde, e a mulher ajuizada
- E a gostar de assim ser :-)


*****
2018-01-28
nn(in)metamorphosis 

2 comentários:

  1. È o melhor que podemos fazer por nós Non. Gostarmo-nos.
    Beijo Grande

    ResponderEliminar

Os comentários são moderados - tão breve quanto possível, serão publicados. Grata pela compreensão.