OUTRAS PUPAS

Outras pupas

02/12/2016

Em Dezembro doem mais



 


Doem as palavras que já não ouço
Doem os sorrisos que já não vejo
Doem os colos que já não tenho
Doem os dias que gritam ausências


*****
 2016-12-02 
nn(in)metamorphosis 

 

8 comentários:

  1. A saudade intensifica-se no mês em que costumamos ter os nossos mais perto.

    Beijos, noname :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou no mês em que os perdemos da vista...

      Beijinho Maria TU

      Eliminar
  2. Lembrar os que perdemos de vista é uma forma de os continuar, de lhes dar existência... uma voz na nossa voz, um passado em futuro, contado às novas gerações... é um calor pequeno que se sente no peito, que se dilui por vezes em lágrimas, mas nunca nos abandona.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo afilhado mailindo mas, eu não tenho o engenho para o escrever assim. Obrigada por o teres feito por mim.

      Beijinho

      Eliminar
  3. Deixa o Dezembro passa rápido... rápido :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah CC, depois dos 20 todos os meses passam a correr :=))

      Eliminar
    2. Deixei o espírito nos 19 de forma fixa!

      Já o corpo vai no dobro...

      Coisas de quem vive :)

      Eliminar
  4. O que dói mais é quando nem neste mês temos (todos) os nossos mais perto.
    O resto ficou dito no outro blog...

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar