OUTRAS PUPAS

Outras pupas

11/01/2016

Em tons de azul


De repente, pelo meio da chuva e das nuvens negras, o sol espreita e clareia o tom de cinza que me invade. De repente, reanimo, o peito não está já sob a pressão do ar rarefeito, a leveza, a vontade de brincar, de rir, de sair, de me meter contigo, volta. 
E pronto! é isso, uma réstia de sol basta para voltar a azular.


*****
2016-01-11
nn(in)metamorphosis

6 comentários:

  1. E o calor tímido do sol que aquece a alma
    :)
    beijos noname

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É com certeza (Im)própria
      Sou alminha de sol e, sem ele, não existo

      Abreio pa TU

      Eliminar
  2. Não há nada como a luz...

    :)

    ResponderEliminar
  3. Lindo....
    Estarás apaixonada?

    :)))

    ResponderEliminar
  4. Também já fiquei um pouco azulada :)) Haja sol, haja alegria :))

    ResponderEliminar
  5. Azular é tãããããoooooo booooooom! :)

    Beijos, noname. :)

    ResponderEliminar