OUTRAS PUPAS

Outras pupas

04/02/2013

Cada um terá a sua


Na profunda calma da noite... na quietude imensa do tempo... uma só palavra rasga a madrugada, prendo-a... se a liberto incendeia pastagens, dá sinal que estou viva enquanto meu sangue suba e desça no meu louco fôlego.

**************** 
          2012.02.04
nn(in)metamorphosis


Sem comentários:

Enviar um comentário