OUTRAS PUPAS

Outras pupas

30/03/2012

Diz-me...



Diz-me…
Tens tu,

Abraços que morreram em ti mesmo?
Beijos mordidos na própria boca?
Desejos aprisionados na fantasia?
Lágrimas que nasceram risos?
Olhares que morreram antes de chegar?
Palavras que não chegaram a ser?
Ternuras que se afogaram em si mesmas?
Vontades que se ficaram no intuito?

Não,
Não digas!
Apenas chora comigo

               *****
            2012.03.30
      nn(in)metamorphosis 




2 comentários:

  1. Manuela Melo30/03/12, 23:10

    Precisamos um grande pacote de lenços, amiga.....

    ResponderEliminar
  2. E quem não tem, amiga?...
    Parafraseando Cristo "atire a primeira pedra".
    Mas há uma forma: envia tudo isso para o espaço!
    De perto, ou de longe,pode ajudar outros a ultrapassar o impacto dessa carga negativa...
    Ou então, arrepia caminho e "não voltes a pecar".
    Chorar não tem de ser a única forma de acção...
    E escrever sobre...também não, embora seja uma óptima via de libertação das zonas sombrias de nós mesmos.

    ResponderEliminar