12/03/2018

Ardósia 2


Quem sabe o que plantou, não teme a colheita


3 comentários:

  1. Concordo Non, mas há quem pulverize veneno nos rebentos mais viçosos...
    Jinhos

    ResponderEliminar
  2. Tens razão, por mais que nos esforcemos, lá chega o dia em que a maléfica passa, sem que a possamos impedir :-(

    Beijoca, menina estraga domingos ahahahahahah

    ResponderEliminar
  3. Por isso procuro sempre não semear ventos...mas, vá lá saber-se porquê, os ventos é que me procuram a mim, aí fico piurça e semeio tempestades...num copo de água.
    Isto faz sentido, NN?...hummmmmmmmmmmmm

    ResponderEliminar

Os comentários são moderados - tão breve quanto possível, serão publicados. Grata pela compreensão.