26/09/2016

Das (des)mudanças



Acordei cedo. Cedo e contemplativa. Olhando o tecto branco, qual ecrã de cinema, ia vendo passar cenas e mais cenas, umas em câmara lenta, outras a uma velocidade que mal se distinguiam. Mais um ano se passou e tudo mudou sem que nada mudasse: Um dia acaba e outro começa; o Verão finda e o Outono chega; a alegria hiberna, a esperança passa e, até a falta que se faz, o tempo cura.
E tudo muda sem nada mudar, e nunca isso foi tão óbvio como hoje.


****   
2016-09-26
nn(in)metamorphosis 


10 comentários:

  1. Nem todo o movimento é para a frente.

    Boa tarde, noname.

    ResponderEliminar
  2. É a estagnação que me incomoda.

    Boa tarde (Im)pontual

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A estagnação não existe. O movimento parado é, por vezes, o mais consistente dos movimentos.

      Boa tarde, noname

      Eliminar
    2. Parado é movimento? E eu a pensar que era exactamente a ausência de movimento. Vou ali pensar no assunto e... não sei se volto :)

      Só (Im)pontual_mente, fico assim, toda baralhadinha das ideia

      Eliminar
  3. É verdade, "tudo muda sem nada mudar"...
    Fica um beijinho de parabéns atrasados e desejos que a "estagnação" passe rápido :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá menina BM

      Obrigada, e sim, esperemos que surja um bendabal que abane as árbores
      :))

      Eliminar
  4. Calma...Amanhã é outro dia, querida NN.
    Quem pode saber se não vais acordar sem vontade de contemplações e mais virada para a acção. Sair, passear, olhar as pessoas que passam por ti e, às tantas, dás de caras comigo e vamos ambas tomar um café e falar de coisas divertidas?

    Há sempre um amanhã diferente e melhor! Confia e acredita!

    Beijinhos! :)

    ResponderEliminar
  5. Essa do dar de caras com TU, era bom mas... Tô longe Janita :) Quando um dia passar por aí, aviso-te, quem sabe vamos ao Magestic :))

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Estamos no outono. Vais ver que o vento vai chegar para "abanar" esse nada que não muda :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperemos então pelo vento - brrrrrr - vento? frio? ai (im)propria, eu quero é ir prá ilha :))

      Beijinho em TU

      Eliminar