10/11/2013

Medo





Medo de mergulhar nesse mar de esperança e reviver sonhos abandonados. Uma qualquer ínfima chispa, incendiará os porões e trará, de novo, o fantasma do que nunca existiu


           *****
        2013-11-10
nn/in)metamorphosis


Sem comentários:

Enviar um comentário