09/10/2012

O meu maior sonho




Já há algum tempo me venho a perguntar… Qual o meu maior sonho?

“Ser feliz” respondo-me sem hesitação… possivelmente a resposta mais elementar e autêntica que espontaneamente me aflui ao pensamento mas, será que é isso mesmo?
Como posso definir felicidade? Como posso reputar um momento de “momento feliz” se tantos outros diferentes podem definir-se do mesmo modo?
Ser feliz, não será apenas um estado de espirito? Um estado que todos nós perseguimos sem sabermos ao certo o que é? Ser feliz, não será o somatório do que temos? Em vez de tudo o que não temos? Não será aqui mesmo que nos enredamos? Ao pensarmos que é o que não temos que nos fará feliz?
Claro que algumas vezes desejo coisas que sei, nunca poderei obter, e nem será por falta de vontade ou empenho mas… porque é cada vez mais difícil, para os que não nasceram já favorecidos pelo nascimento e estatuto e assim nada tiveram que fazer para alcançar.

Vou tomando consciência que, afinal, o meu maior sonho é continuar a sonhar… Num mundo meu, onde não existem dificuldades inultrapassáveis, ou afectos impossíveis. Num mundo, onde tudo é possível aos puros de coração e de mentes inocentes.

O meu maior sonho… É continuar a sonhar… Mesmo quando estou acordada, mesmo quando espero e desejo, que tudo o que desejo, seja possível… Porque feliz já eu sou, com o pouco que tenho.

Falta-me o que não depende só de mim, o que não posso controlar… Mas que não tenho duvida, também me faria muito bem. Aliás… tornar-me-ia a mulher mais feliz do mundo.

            *****
       2012.10.09
nn(in)metamorphosis


2 comentários:

  1. Tudo que não seja outras pessoas se pode controlar, inclusive o ciclo de fertilidade da mãe solidão! ;)

    ResponderEliminar
  2. Menininha: estás certa quando dizes que ser feliz é um estado de espírito... Só que custa muito a alcançar...
    Acho que também para isso se nasceu ou não com predisposição.
    Beijinho.

    ResponderEliminar