20/04/2012

Cantigas ao desafio - I





"Desatinos em película fotográfica"


No espaço de um momento
Mil desejos, sentimentos
Horas perdidas, emoções
Momentos vividos de ilusões
Cambalhotas, sensações
Desatinos, frustrações
Meias palavras, gestos, acções.

Saudades, ai saudades,
De brincar aos amores
A preto, a branco, de todas as cores.
  
2012.04.16 - 19:32 (vc)
(cópia integral devidamente autorizada)
Brincar aos amores na perspectiva de um (des)conhecido



Li… e gostei, discordando

******

Deixo a minha perspectiva


Aos amores não se brinca
Brinca-se de casinha e de casinhos
de namoros assumidos de destino sucumbido
aos jantarinhos com velas, mas noutra coisa de olho nelas
E tudo isso se fotografa, por pouco valerem, logo passa
e há quem precise coleccionar memórias
Aos amores não se brinca
porque mesmo quando acabam
não morrem na memória
passam a preto e a branco
até a cores se for preciso
trazem sorrisos e lágrimas
sentimentos, sensações
meias palavras, gestos, acções
com a nitidez do momento
já sem causar sofrimento
fazendo parte da vida
e na vida
tento tido o seu momento

2012.04.19
nn(in)metamorphosis


1 comentário:

  1. Aos amores, querida, não se deve brincar, porque amar deve ser sempre coisa séria... mesmo, ou sobretudo, para crianças...

    ResponderEliminar