OUTRAS PUPAS

Outras pupas

24/12/2010

Hoje vou escrever-te


Hoje vou escrever-te, com o sabor de outros tempos… nestes novos e virtuais, perdeu-se o hábito do correio em envelope selado e papel de linhas, onde se escrevia em boa caligrafia, e se dizia de nós e se perguntava de vós…

Havia o papel normal, onde se falava da cidade, da aldeia, do cinema, das colheitas, da vida quotidiana afinal… O de avião para os distantes da vista e perto do coração. O de fantasia, por vezes, até perfumado, usado pelo enamorado e o aerograma que alegrava a vida do soldado.

Mas, hoje…

Hoje trago-te o sabor e o cheirinho a filhós a coscorões, bolo rei e rabanadas que tinha o cartão de Boas Festas, com votos de mil coisas boas, desejadas.

Hoje, deixei o e-mail de lado e escrevo para ti, à moda antiga, usando caneta e papel para te desejar um Feliz Natal, um Ano Novo cheio de realizações...
e faço-o de modo sentido, sem copy past de uma qualquer frase feita  e usada por milhões, hoje para ti, aquele abraço aquele beijo.


Hoje e sempre, da amiga
noname


*****
24.12.2010
nn-metamorphosis


Sem comentários:

Enviar um comentário