OUTRAS PUPAS

Outras pupas

07/08/2010

Quando for tempo de chegares...


Quando for tempo de chegares, vem
Lento, ternurento e sem tempo de alcançar

E traz contigo

O beijo que me queres dar
As palavras ditas ao ouvido a sussurrar
As mãos atrevidas, vividas, sabidas no meu corpo a passear
Os dedos conhecedores do caminho a desvendar
A língua sedenta de sabores e odores que ao céu me vai levar

E traz também
O calor do desejo ardente,
Que se desfaz
No fazer d’um amor urgente
De força e suavidade
De esforço e de vontade
De suor e humidade
E faz comigo acontecer
O meu e o teu querer
Do momento
No momento
Em que nos queremos ter


*****************
nn(in)metamorphosis
2010.08.07



1 comentário:

  1. Ora ca estou.
    Gostei ,muita sensualidade se le por aqui.

    ResponderEliminar