OUTRAS PUPAS

Outras pupas

18/12/2009

Coisas vulgares não trazem saudade


Há dias que marcam a alma
A vida e a história do nosso viver
E aquele em que te conheci
Nunca eu irei esquecer

A rua que me levava até ti
já eu percorrera
E a ansiedade e o medo
Há instantes nascera

O sol inundava-me o rosto
O coração batia
Tão descompassado

Emoções que dão vida
Às lembranças que trago

Que me fazem sofrer
Que me fazem sorrir
Num travo, tão doce e amargo

*****************
nn(in)metamorphosis
2009.12.18


Sem comentários:

Enviar um comentário